Facebook anuncia medidas para acabar com spam no Feed de Notícias

Acontece com todo mundo. Você está navegando pelo seu Feed de Notícias, quando de repente se depara com um anúncio de perda de peso, apertado entre os posts que você realmente se importa. O Facebook está fazendo mudanças no Feed para evitar essa superlotação, e as empresas provavelmente não vão gostar disso.

A rede social está mirando três tipos de spam: links, fotos ou vídeos “like-baiting” que foram compartilhados repetidas vezes. Dos três, esse é o mais irritante. É um post, normalmente acompanhado por uma imagem, que pede para você Curtir. Algo como “Curta se você concorda!”. Normalmente a pessoa ou página está tentando atingir um determinado número de likes para nenhum propósito além de tornar-se viral. É o pior.

O Facebook anunciou, em um post no seu blog, que essas melhorias no Feed são baseadas em pesquisas com usuários. A rede descobriu que essas histórias não eram tão relevantes aos usuários quanto outros tipos de posts.

Páginas que encorajam likes apenas por esse motivo serão as mais afetadas pelas mudanças. Marcas que compartilham as mesmas fotos e vídeos muitas e muitas vezes na esperança de que os fãs compartilhem o conteúdo também terão menos visibilidade no Facebook. Páginas que estão “genuinamente tentando encorajar uma conversa/discussão entre seus fãs” não verão nenhuma diferença, segundo o Facebook.

A rede também está atrás de links com spam que enviem os usuários para anúncios ao observar quanto as pessoas que clicam naquele link, compartilham ou curtem o post original.

O resultado final deve ser um Feed de Notícias que apenas traz o conteúdo que você quer ver, mas alguns usuários já estão reclamando que ao curtir uma página, eles já consentiram em ver o que essa página compartilha. O Facebook recebeu críticas por suas últimas mudanças de algoritmo no Feed de Notícias, que foram feitas para enfatizar determinados tipos de posts.

O Facebook afirmou que as pessoas consideradas culpadas de comportamento com spam começarão a ver uma diminuição de distribuição de conteúdo nos próximos meses.

Fonte: IDG Now

MGF Arte
Criação de Sites

Autor: MGF Arte Criação de Sites